JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Hotel abandonado em Brasília e a luta contra o crack do nosso fundador

4

No edifício do antigo Torre Palace, usuários e traficantes ocupam os três primeiros andares. Reportagem mostra prédio e encontra ex-dependente.

Reportagem: Fantástico

Na reportagem especial do Fantástico (13), o repórter Marcelo Canellas mostra a rotina dos usuários de crack em pleno Distrito Federal, a poucos quilômetros do Palácio do Planalto.

Veja a reportagem na integra abaixo:

No prédio do antigo Torre Palace, um hotel abandonado há quase três anos, o uso e o tráfico de drogas acontecem livremente. A 500 metros de uma delegacia e a 2,5 km da Esplanada dos Ministérios, o esqueleto do edifício virou uma espécie de bunker do tráfico que abastece o Plano Piloto, área nobre de Brasília.

Canellas mostra o prédio por dentro, com a fronteira que separa a cracolândia funcionando até o terceiro andar, e os apartamentos ocupados pelos sem-teto, do terceiro andar para cima. Neste cenário, o repórter encontra um personagem emblemático: o fundador da ONG Salve a Si, José Henrique França, que luta pela demolição do hotel.

Ele é ex-dependente, foi preso por tráfico internacional de drogas, cumpriu três anos na França e foi deportado para o Brasil. Livrou-se do vício e fundou a ONG para tratar gratuitamente daqueles que consegue convencer a deixar a droga.

Henrique já conseguiu resgatar e salvar 20 jovens do hotel do crack. Canellas encontra dois deles, um de classe média alta, que está numa clínica particular de desintoxicação, e outro bem humilde, que está em tratamento na fazenda da ONG.

Post Anterior Próximo Post

Sua ajuda é muito importante para o crescimento da Salve a Si

  Faça sua doação